“CHILDHOOD´S END” (CHILDHOOD´S END) Nick Hurran (2015) EUA

De todos os romances principais de Arthur C.ClarkeCHILDHOOD´S END” deve ter sido o único que eu nunca tinha lido até há bem pouco tempo e por causa disso o conteúdo de [“CHILDHOOD´S END”]  a mini-série de TV estreada em 2016 e produzida pelo Sci-Fi Channel foi para mim uma verdadeira surpresa.

childhoods-end_17

Nem sei como durante este tempo todo, com tanta comunicação por todo o lado, *spoilers* aos quilos pela internet e mesmo assim, apesar de eu devorar romances de ficção científica desde os 11 anos,  “Childhood´s End” o livro nunca se cruzou no meu caminho e portanto até há bem poucos meses eu nem sequer sabia qual o tema da novela que conhecia apenas de fama, mas cujo o enigmático título nunca me tinha despertado curiosidade.
Até porque eu sempre evitei histórias de FC passadas na Terra e pensava que esta seria apenas mais uma nesse estilo ( cheia de intriga politica ) quando o que eu procurava seriam normalmente histórias de exploração espacial. Mea culpa.

childhoods-end_20 childhoods-end_29

Se eu soubesse que “CHILDHOOD´s END” tinha este tipo de história, há décadas que este romance teria estado no topo do meu top dos livros de FC a ler obrigatoriamente mas no entanto consegui manter-me totalmente alheio ao seu conteúdo durante todos estes anos. O que foi óptimo pois agora [“CHILDHOOD´S END”] caiu-me em cima como um asteróide e ainda estou atordoado.

childhoods-end_40 childhoods-end_64

O meu romance de ficção-científica favorito de todos os tempos é ou são, vários livros escritos por Arthur C.Clarke ( a que se juntou Gentry Lee ); com a saga “RAMA” que começou nos anos 60 com “RENDEZ-VOUZ COM RAMA” e que quase três décadas depois teve direito não só a uma continuação mas a três enormes volumes em que Clarke levou todo o conceito cosmológico inicial a limites que desafiaram a minha imaginação.
Clarke criou definitivamente  aquela que continua para mim a ser sem qualquer sombra de dúvida, não só a melhor saga de exploração espacial jamais escrita, como principalmente a melhor história de ficção-científica que alguma vez me passou pela frente.

childhoods-end_39 childhoods-end_34

CHILDHOODS END” muito provavelmente a partir desta mini-série ocupa agora o terceiro lugar, tendo destronado o universo “DUNE” dessa posição que passa agora para quarto na minha lista. 
O segundo lugar é ocupado por um romance desconhecido de muita gente “THE LAST AND FIRST MEN” de 1930 escrito por OLAF STAPLETON há quase noventa anos. Romance esse que segundo o próprio Clarke foi determinante na sua imaginação quando jovem e do qual podemos encontrar enormes influências no seu trabalho, não só em “Rama” como principalmente na própria história de “CHILDHOOD´S END”,  muito em particular no seu excelente final totalmente cosmológico a fazer lembrar o melhor de Olaf Stapleton a todos os níveis.

childhoods-end_62 childhoods-end_06

A mini-série fez-me finalmente interessar por procurar o romance cinco décadas depois deste ter sido escrito e só me pergunto porque raio esperei tanto tempo para ir ao seu encontro, pois afinal não é uma secante metáfora política contrariamente ao que eu esperava e conceptualmente é tão bom ou tão épico quanto foi toda a história de Rendez Vouz Com Rama embora numa estrutura narrativa bem menor mas nem por isso menos épica.

childhoods-end_05 childhoods-end_04

Pensei se deveria recomendar [“CHILDHOOD´S END”] aqui no blog ou não porque este título para quem não faz ideia do que contêm, nunca leu o livro ou não conhece o tema será uma história cujo o impacto depende por completo da total ausência de Spoilers.
O problema é que para que eu pudesse realmente postar aqui a review que eu gostaria mesmo de estar agora a escrever, eu teria que não só lhes revelar imenso sobre o que se passa nesta mini-série como principalmente mostrar uma enorme quantidade de imagens que lhes estragaria todas as surpresas e diminuiria por completo o seu impacto…
E meus amigos, se não fazem ideia dos twists e temas que estão nesta história afastem-se da internet antes de verem pelo menos a mini-série.

childhoods-end_46 childhoods-end_52

Principalmente cuidado se procurarem por fotografias, ( não o façam ) pois irão deparar-se logo com enormes spoilers que lhes irão retirar metade do prazer de descobrir a aventura passo a passo.
Todas as fotos que encontram agora aqui nesta review foram cuidadosamente selecionadas por mim para não lhes estragar qualquer surpresa portanto não queiram ver mais do que o que lhes mostro agora. Trust me.

childhoods-end_75 childhoods-end_30

Agora percebo porque [“CHILDHOOD´S END”] enquanto romance, será um dos mais reverenciados em toda a obra de Arthur Clarke.
Não deixa de ser notável que esta história tenha sido publicada nos anos 50 pois essencialmente contêm praticamente tudo o que a gente depois já viu um sem número de vezes na TV ou no cinema; tanto em episódios do Twilight Zone como em filmes como Independence Day e que nunca suspeitamos que tivesse vindo de um livro escrito há cinquenta anos atrás.
Todos aqueles clichés que conhecemos hoje dos filmes de invasão em que enormes discos voadores estacionam por cima das nossas cidades por exemplo surgiram pela primeira vez neste romance. Isto e muito mais que não posso agora também aqui revelar.

childhoods-end_13 childhoods-end_47

O que não entendo é a reacção negativa de muita gente que parece ter detestado a adaptação televisiva que o Sci-Fi Channel fez agora do romance de Clarke.
Pessoalmente penso que fizeram um trabalho extraordinário em adaptar a essência e os conceitos do romance.
É verdade, é muito diferente da novela em muitos pontos , mas as ideias e até muitas das coisas que acontecem no livro estão lá por isso não percebo esta mania dos puristas da literatura em acharem que um filme tem que conseguir adaptar parágrafo a parágrafo uma novela para ser genuíno.

childhoods-end_74 Childhood's End - Season 1

[“CHILDHOOD´S END”] a série está tão bem adaptado quanto “BLADE RUNNER” adaptou o romance “DO ANDROIDS DREAM OF ELECTRIC SHEEP”, está tão bem adaptado quanto “JOHN CARTER” adaptou “JOHN CARTER OF MARS”.
Ou seja, não adaptou o romance passo a passo; muita coisa nem existe no livro, a atmosfera é diferente, os personagens idem mas a sua essência está lá da mesma forma que a escrita de Philip K.Dick está presente em cada fotograma de “BLADE RUNNER” ou a narrativa e imaginação de Edgar Rice Burroughs está perfeitamente representada em “JOHN CARTER”.
Portanto, na minha opinião não há qualquer motivo para dizer que [“CHILDHOOD´S END”] é uma má adaptação do trabalho de Clarke, especialmente quando acontece precisamente o contrário.

childhoods-end_45 childhoods-end_21

[“CHILDHOOD´S END”] modernizou e bem um livro escrito nos anos 50.
Se tivesse sido adaptado como está escrito a história não funcionaria no contexto moderno e perderia todo o impacto.
Seria absolutamente idiota fazer uma adaptação fiel do livro pois tornaria [“CHILDHOOD´S END”]  num filme de época, completamente datado em tudo o que a história necessita para funcionar em termos de tecnologia , sociedade, política ou religião.
Assim como está, está perfeito.
Ignorem os puristas da literatura.
[“CHILDHOOD´S END”] é brilhante e mantém-se um Arthur Clarke puro. Nem falta uma referência visual a “2001 ODISSEIA NO ESPAÇO” em todas as cenas que envolvem o quarto de hotel, claramente inspirado adivinhem em que cena…

childhoods-end_78 childhoods-end_72

Os novos personagens são excelentes, tem uma carga dramática bastante inesperada na forma como funciona realmente bem, os efeitos especiais são fabulosos e ao nível de qualquer blockbuster e a história mantêm-nos agarrados do início ao fim.
Especialmente a partir da primeira hora e meia quando acontece um dos melhores e mais famosos twists que curiosamente eu até adivinhei apesar de não conhecer nada da história mas nem por isso deixou de me divertir bastante pelo seu impacto visual até.

childhoods-end_69 Childhood's End - Season 1

O elenco é muito bom, com destaque para o clássico vilão de tantos filmes dos anos 80, Charles Dance que aqui compõe o carísmático comandante extra-terrestre que supervisiona todo o planeta Terra interagindo com os habitantes de uma forma que inspirou um sem número de variações ao longo dos anos mas que teve aqui o seu princípio enquanto conceito original presente no livro.
Charles Dance está absolutamente fantástico e rouba todas as cenas em que entra pelo forma como consegue realmente transmitir um sem número de emoções mesmo por debaixo de tanta camada de prostéticos que o transformam num dos melhores alienígenas de todos os tempos dentro da ficção científica levada ao ecran.

childhoods-end_44 childhoods-end_08

[“CHILDHOOD´S END”] conta a história do dia em que uma raça alienígena entra em contacto com a humanidade mas em vez de entrar a matar, guia-nos para um futuro idílico sem ódio, sem guerras sem preocupações. Com um propósito…
E não é o que imaginam.
Se não conhecem a história irão surpreender-se com o conceito e irão adorar os vinte minutos finais desta história que foi dividida em três episódios que totalizam 4 horas e meia de narrativa contendo momentos visuais fabulosos do principio ao fim.
As cenas no planeta alienígena embora breves são inesquecíveis e só é pena não haver mais um bocadinho de desenvolvimento nesses momentos, pois [“CHILDHOOD´S END”] é um daqueles filmes em que ficamos realmente a pedir mais.

childhoods-end_56 childhoods-end_68

Se vocês são fãs de “Rendez Vouz With Rama” escrito por Clarke e nunca leram o romance que deu origem a [“CHILDHOOD´S END”] a mini-série, então vão adorar particularmente o tom e o espírito de exploração que está no segmento final desta história. [“CHILDHOOD´S END”] a mini-série consegue realmente levar-nos por uma viagem espacial e só é pena a viagem ser curta.

childhoods-end_09 childhoods-end_07

Isto porque a ter alguma coisa menos boa, [“CHILDHOOD´S END”] falha por não evitar algumas armadilhas narrativas das produções para TV. Principalmente no segundo e no terceiro episódio há por ali um par de cenas a mais que poderiam e deveriam ter sido substituídas por mais descoberta e exploração e no entanto a série esgota esses minutos em segmentos dramáticos demasiado longos que não fazem mais do que repetir o tom que já tinha sido estabelecido anteriormente. Isto quando o que o espectador quer mesmo ver é a continuidade das sequências de exploração.
Mas não é grave.
Se calhar nem vão notar, até porque todas as partes emocionais desta série estão mesmo muito bem construídas e recomenda-se uma boa pilha de lenços de papel aos mais sensíveis.

childhoods-end_67 childhoods-end_23

E pronto, é melhor calar-me pois [“CHILDHOOD´S END”] é mesmo para ser descoberto por cada um de vocês e acreditem-me que vale a pena.

—————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO

Contrariamente ao que certos puristas pela net parecem apregoar, [“CHILDHOOD´S END”] é uma excelente adaptação do conceito descrito no romance original de Arthur C.Clarke.
Está lá tudo. Ignorem as críticas negativas pois são totalmente infundadas. [“CHILDHOOD´S END”] a mini-série é a modernização perfeita de “CHILDHOODS END” o livro dos anos 50.
Excelente design, grandes efeitos especiais, óptimo elenco e um tema simplesmente perfeito.

Cinco Planetas Saturno e um Gold Award


     

Pode ser uma mini-série de TV mas desde “CHILDREN OF DUNE” que não havia algo assim que nos fizesse esquecer por completo a origem televisiva do projecto.
Totalmente cinemático em muitos momentos o que acima de tudo o torna num grande filme de ficção-científica.

childhoods-end_01 childhoods-end_03

A favor: a história, os personagens, os actores com Charles Dance em particular que está fabuloso, os efeitos especiais, as reviravoltas, o sentido de maravilhoso, o ambiente apocalíptico nas cenas em que este é preciso, o design do planeta alienígena, as naves espaciais são fantásticas, a banda sonora, o sentido cinemático do projecto.

Contra: algumas cenas dramáticas repetem-se um bocado e alongam por demais segmentos que deveriam ter sido mais curtos, as cenas na cidade livre por vezes parecem algo deslocadas e contribuem um pouco para que a série perca um bocadinho de fôlego a meio.

—————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

TRAILER
Sem spoilers – Podem ver à vontade.

—————————————————————————————————

COMPRAR BLURAY – REGIÃO B (2) – EDIÇÃO UK

bluray
https://www.amazon.co.uk/gp/product/B01CU6SURG/ref=as_li_tl?ie=UTF8&camp=1634&creative=6738&creativeASIN=B01CU6SURG&linkCode=as2&tag=cinaosolnas-21

—————————————————————————————————

COMPRAR O LIVRO

book
https://www.amazon.co.uk/gp/product/0330514016/ref=as_li_tl?ie=UTF8&camp=1634&creative=6738&creativeASIN=0330514016&linkCode=as2&tag=cinaosolnas-21

—————————————————————————————————

IMDb

ATENÇÃO: Não visitem a página do IMDb se ainda não viram a série ou não sabem nada sobre esta história, porque o IMDb na página desta, contém logo montes de imagens que são *SPOILERS*.
http://www.imdb.com/title/tt4146128/combined

arthur-c-clarke 58b7d2fc0a7fece234d2b3d78682b9d8

——————————————————————————————————————

Se gostou deste, poderá gostar de :

capinha_FH_CHILDRENDUNE.jpg capinha_BABYLON 5.jpg

———————————————————————————————

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s