“THE CROWN AND THE DRAGON” (“PALADIN 2 : THE CROWN AND THE DRAGON” / “PALADIN CYCLE : THE CROWN AND THE DRAGON” / “BLACK CHRISTMAS” / “A COROA E O DRAGÃO”) Anne K.Black (2013) EUA

[“THE CROWN AND THE DRAGON“] também designado por “PALADIN 2 : THE CROWN AND THE DRAGON” sendo considerado portanto o segundo filme do que se convencionou designar por “The Paladin Cycle” em termos comerciais, na verdade não tem nada em comum com – “o primeiro filme” – a não ser o facto de reutilizar alguns dos adereços que já vimos antes “na primeira parte” e também ter sido rodado na Irlanda por Anne Black.

PALADIN 2 02

Eu tinha ficado com a impressão de que apesar deste “segundo capítulo” ter saído em 2013 na verdade teria sido rodado em conjunto com o título anterior de 2011, visto que parecem partilhar o mesmo tipo de exteriores e são particularmente semelhantes na própria estética e efeitos especiais, visto que ambos utilizam também o mesmo dragão em CGI que tanto especialista em blockbuster de Hollywood parece desprezar por essa internet fora, sem compreenderem o espírito do cinema de baixo orçamento.

PALADIN 2 45 PALADIN 2 05

E claro por essa razão estamos mais uma vez em presença de um daqueles filmes muito simpáticos e verdadeiramente supreendentes que no IMDb leva com uma classificação miserável de pouco mais de 3 valores como não seria de esperar outra coisa quando tanto utilizador por lá parece nem fazer a mínima ideia do que é o cinema de baixo orçamento perpétuamente comparando títulos independentes com a capacidade técnica assentada em milhões saída de Hollywood.
Ignorem o IMDb, [“THE CROWN AND THE DRAGON“] é mais outro excelente título de fantasia independente que não devem perder. Especialmente se gostaram do “primeiro” Paladin, “DAWN OF THE DRAGON SLAYER“.

PALADIN 2 13 PALADIN 2 10

[“THE CROWN AND THE DRAGON“] é portanto mais um dos filmes associados à minha produtora favorita de cinema de Fantasia, a Arrowstorm Entertainment ; que longe de Hollywood lá segue o seu caminho mostrando como se consegue fazer bom cinema sem dinheiro nenhum. Suportando os seus filmes em campanhas de Kickstarter ao mesmo tempo ensina como se criam personagens cativantes e mundos de fantasia que se sentem reais e não apenas como sendo uma enorme colecção de sets e CGIs sendo o culminar de toda a sua evolução nos últimos anos a fabulosa série de filmes “MYTHICA” (12345) que não devem deixar de espreitar pois é do melhor que saiu do cinema independente nos últimos anos.

PALADIN 2 22 PALADIN 2 39

Na verdade o denominado – Paladin Cycle – também não fica atrás e se “DAWN OF THE DRAGON SLAYER” já foi uma divertida história medieval com dragões e contornos românticos clássicos [“THE CROWN AND THE DRAGON“] continua agora no mesmo registo conseguindo no entanto dar-nos um filme com uma atmosfera bastante diferente.

PALADIN 2 44 PALADIN 2 40

Logo aqui [“THE CROWN AND THE DRAGON“] ganha imensos pontos. Mais do que repetir a fórmula do primeiro, este segundo “PALADIN” entra por um registo de cinema de aventuras e mais uma vez com um orçamento reduzido consegue por momentos ser tão divertido quanto mais tarde o fabuloso “MYTHICA 4 : THE IRON CROWN” o voltou a ser elevando novamente a fasquia do que se pode fazer com cinema “amador” financiado por campanhas de Kickstarter.

PALADIN 2 42 PALADIN 2 08

Sem perder a atmosfera romântica, graças mais uma vez também aqui à excelente química entre o (novo) par protagonista [“THE CROWN AND THE DRAGON“] é agora também uma aventura com imenso humor pelo meio a fazer lembrar o melhor de clássicos como “THE PRINCESS BRIDE” de Rob Reiner; um pouco como aconteceu também recentemente com outro série-B particularmente interessante dentro do género da Fantasia, “ALBION THE ENCHANTED STALLION“.

PALADIN 2 43 PALADIN 2 07

[“THE CROWN AND THE DRAGON“] surpreendentemente é mesmo muito divertido e não estava nada à espera disto, pois no trailer não se nota nada a vertente de aventura humorística e penso que foi um erro terem tornado a apresentação tão séria pois esta não representa mesmo o verdadeiro espírito do filme. Um filme que por vezes na dinâmica entre personagens faz lembrar aquele grande clássico das imitações de Indiana Jones, “AS MINAS DE SALOMÃO” com Richard Chamberlain e Sharon Stone do meio dos anos 80. Certos diálogos e até o próprio ritmo narrativo de [“THE CROWN AND THE DRAGON“] na forma como inclusivamente usa a montagem para construir gags, fazem recordar imenso esse antigo e divertido série-b de aventura e que aqui resultam plenamente.

PALADIN 2 29 PALADIN 2 20

[“THE CROWN AND THE DRAGON“] é um filme muito divertido, muito diferente do “primeiro” e que não só mais uma vez utiliza de forma fantástica as extraordinárias paisagens naturais da Irlanda como agora ainda nos dá uma maior variedade de locais. Os herois têm de percorrer imensos sítios na aventura caminhando por um mundo de fantasia que parece até bastante vasto e isso contribui imenso para a atmosfera da história ao mesmo tempo que a diferencia do primeiro Paladin também.

PALADIN 2 12 PALADIN 2 01

Como não podia deixar de ser numa produção da Arrowstorm Entertainment também nesta história não faltam bons personagens. Para lá dos protagonistas que são excelentes e muito divertidos depois pelos secundários encontramos por exemplo um vilão diferente que à partida parece ser um personagem particularmente aborrecido mas que depois é dos que melhor arco tem em termos de história e acaba por dar imenso valor ao conjunto da produção em geral. Claro que pelos actores “terciários” e pelos figurantes andam por ali uns canastros mas seria inevitável. O que interessa é que mais uma vez a coisa resulta.

PALADIN 2 03 PALADIN 2 11

A história é divertida, o sentido de humor é do melhor, o ambiente conto de fadas romântico está lá, os dragõess em CGI são o que se pôde arranjar, a banda sonora é excelente como sempre na Arrowstorm e tudo neste mundo de fantasia criado com um baixo orçamento funciona na perfeição para nos dar uma aventura que vale a pena espreitarem, especialmente se a puderem ver em bluray pois nem se compara com os maus rips que andam pela net. Só as paisagens naturais valem a compra.

——————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO

[“THE CROWN AND THE DRAGON“] contrariamente ao que aparenta pela rídicula classificação no IMDb é mais um excelente título de fantasia low budget da Arrowstorm Entertainment ; novamente realizado por Anne Black e desta vez num registo mais humorístico de pura aventura quando “o primeiro filme Paladin” tinha sido mais um conto de fadas romântico.
Se gostam de Fantasia, se gostam de cinema de baixo orçamento com alma e muita qualidade então este é mais um que não devem perder.

Quatro Planetas Saturno

   

Que na verdade deveriam ser mais quatro planetas e meio ou até cinco mas a verdade é que só não lhe dou uma classificação superior porque a fabulosa série de filmes “MYTHICA” (12345) quando em comparação acaba por ser ainda melhor.

A favor: personagens, ambiente, banda sonora, sentido de humor, espírito de aventura, variedade das paisagens, algum do CGI com o dragão está bastante bom, é diferente do primeiro filme do ciclo Paladin. Muito mais divertido do que aparenta ser no trailer.

Contra: um ou dois actores menos bons no background, muito do CGI continua o que se pôde arranjar. O trailer não transmite de todo o bom espírito de aventura do filme.

——————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

TRAILER
Não percebo porque tornaram o trailer tão sério quando a aventura é tão divertida e carregada de humor do melhor.


——————————————————————————————————

COMPRAR BLURAY
E já agora, este é mais um daqueles filmes que ganha imensa vida em bluray, pois as cópias e rips-piratas que andam pela net nem lhe fazem justiça. Este é mais um que merece mesmo ser visto na melhor resolução possível.

Existem várias edições ( algumas com nomes diferentes dependendo do país em que foram editadas ) mas as melhores são mesmo a edição inglesa contendo só o primeiro filme e a edição dupla alemã contendo o Paladin 1 juntamente com o Paladin 2 que na verdade não é uma sequela por isso podem ser visto isoladamente.

EDIÇÃO UK só com este primeiro filme.

bluray

https://www.amazon.co.uk/gp/product/B008KH8XUE/ref=as_li_tl?ie=UTF8&camp=1634&creative=6738&creativeASIN=B008KH8XUE&linkCode=as2&tag=cinaosolnas00-21&linkId=c557905976099f206c64fdcc79708e46

——————————————————————————————————

EDIÇÃO ALEMÃ 2em1; Double Feature” :  contendo o primeiro e o segundo Paladin.
Sem legendas mas pista 5.1 em inglês para lá da dobragem e legendagem em alemã claro está. Apesar de tudo é uma excelente edição e pelo preço não podia ser melhor.

À venda na Amazon.UK:

bluray 2em1

https://www.amazon.co.uk/gp/product/B017WW1MBY/ref=as_li_tl?ie=UTF8&camp=1634&creative=6738&creativeASIN=B017WW1MBY&linkCode=as2&tag=cinaosolnas00-21&linkId=01d2e24a3d67cda8f21a3405a8d2d665

——————————————————————————————————

À venda na Amazon.DE

bluray 2em1

https://www.amazon.de/Paladin-Double-Feature-Blu-ray-Black/dp/B017WW1MBY/ref=sr_1_19?s=dvd&ie=UTF8&qid=1519571977&sr=1-19&keywords=Anne+K.+Black

——————————————————————————————————

O site da Arrowstorm Entertainment também tem as suas próprias edições bluray região zero à venda por isso é uma questão de espreitarem a loja.

site

https://www.arrowstormentertainment.com/

——————————————————————————————————

IMDb
https://www.imdb.com/title/tt1734582

——————————————————————————————————

Cinema independente low-budget de que irá gostar certamente:

capinha_vikingdom capinha_RISESHADOWARRIOR.jpg capinha_Mythica5 capinha_Mythica4 capinha_MYTHICA3.jpg capinha_mythica-2 capinha_mythica capinha_PALADIN-1.jpg

—————————————————————————————————

 

“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER” (“PALADIN 1 : DAWN OF THE DRAGON SLAYER” / “PALADIN” / “PALADINO : O CAÇADOR DE DRAGÕES”) Anne K. Black (2011) EUA

Como eu não me canso de repetir por aqui a Arrowstorm Entertainment continua a ser de longe a minha companhia de cinema norte americana favorita e nem [“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] já com alguns anos muda a minha opinião sobre o tipo de cinema que este pessoal tem vindo a produzir dentro do género da Fantasia bem longe de Hollywood desde que a coisa começou por brincadeira amadora entre amigos que faziam filmes aos fim de semana, quase uns dez anos atrás.

PALADIN 01

É a minha favorita por muitos motivos. Pela criatividade, imaginação, pela forma como bem longe de Hollywood refundidos no interior do estado do Utah utiliza sempre muito bem os poucos recursos das suas produções atirando sempre cá para fora acima de tudo histórias com personagens de carne e osso; coisa que muito auto denominado fã de fantasia, daqueles, que depois falam mal dos filmes quando os efeitos não são os mesmos de um blockbutster costumam dizer serem – coisas que não prestam.
E como podem ver por certas opiniões online ( principalmente de quem nem viu o filme porque parece que ver o trailer chega ) também [“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] se divide entre quem o tenha adorado ou gostado muito e quem o detesta porque … – “o filme não presta porque os efeitos não prestam e prontos !”

PALADIN 1 - 26 PALADIN 1 - 06

Ou seja, as opiniões sobre [“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] dividem-se portanto entre aqueles que reconhecem o valor e o esforço por detrás de um bom série-B com um orçamento muito limitado e aqueles que acham que só o que vem de Hollywood produzido com mega-milhões e a qualidade plástica do costume é que merece qualquer atenção. São normalmente esses que depois se sentem enganados com o tipo de cartazes acima que prometem muita porradaria e batalhas com dragões digitais e depois o filme é necessáriamente mais contido, pois nem sequer é uma aventura sendo mais um conto medieval tradicional em vez disso. São esses que não percebem o espírito do série-B e jamais lhe darão o valor que merece quando é bem feito, como é o caso.

PALADIN 1 - 15 PALADIN 1 - 23

Mais uma vez também aqui as opiniões dividem-se portanto entre aqueles que preferem efeitos especiais ( dos que se fazem em Hollywood ) e aqueles que preferem bons personagens, boa realização, boa atmosfera, excelente banda sonora e uma história simples mas bem contada cheia de alma e onde se nota que quem esteve por detrás de das cameras não esteve simplesmente a rodar o filme em piloto automático.
As produções da Arrowstorm Entertainment podem continuar a ter efeitos especiais pobrezinhos mas ninguém lhes tira a força dos personagens que sabem construir. De uma forma que Hollywood deveria tomar notas para ver como se faz cinema porque se gosta de fazer cinema e neste caso também [“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] não é excepção.

PALADIN 1 - 11 PALADIN 1 - 12

Não que isto seja o melhor filme do mundo mas tendo em conta o orçamento estamos mais uma vez na presença de um excelente título e uma óptima proposta para todos aqueles que gostam de uma boa ( embora simples ) história medieval desta vez com contornos românticos; ( o que na cabeça de alguns atira este filme logo para a categoria depreciativa de“filmes para gaja” ).
Mas não se preocupem, isto não é o Twillight dos filmes com dragões. [“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] tem mesmo protagonistas cativantes com uma óptima química romântica ao melhor estilo clássico com que nos importamos.

PALADIN 1 - 17 PALADIN 1 - 20

[“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] em termos de atmosfera em certas alturas faz lembrar o genial “THE PRINCESS BRIDE” na forma como utiliza as excelentes paisagens rurais da Irlanda para criar uma atmosfera romântica que vale logo metade do filme. Embora sem humor à mistura, pois estamos na presença de uma típica ( mas séria ) pura lenda medieval onde o típico heroi do povo se apaixona pela princesa e mais tarde ou mais cedo terá que a salvar das garras do dragão. Pelo caminho terá ainda de lidar com o pretendente à mão da rapariga que como não podia deixar de ser é a besta arrogante do costume. Ou seja, nada de novo portanto.
E claro, esqueçam os efeitos digitais no que toca ao dragão porque se chegam a este filme para ver efeitos especiais convincentes é mesmo melhor voltarem para Hollywood. Não é isso que importa aqui.

PALADIN 1 - 08 PALADIN 1 - 36

[“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] não precisa de efeitos especiais para nada porque simplesmente tem bons personagens e o dragão até poderia ter sido feito com stop-motion de plasticina que isso não importaria de todo.
O dragão está lá porque isto é uma aventura romântica medieval com cavaleiros e princesas. Como tal, adicionar um dragão a isto seria inevitável e expectável quanto baste.
Na verdade algumas cenas com o dragão até não estão mal de todo; noutras enfim… mas não é isso que importa. O facto é que mal ou bem o CGI pobrezinho disto ao contrário do que a malta das pipocas brainded costuma atirar online não estraga de todo o interesse da história. O que para um tipo de história que já vimos e lemos mil vezes não está nada mal de todo.
E aqui estão de parabéns os actores ( e já agora a banda sonora que como de costume nesta produtora é excelente também ).

PALADIN 1 - 29 PALADIN 1 - 03

Os protagonistas de [“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] dão imensa vida a esta história. Tanto o par romântico quanto os secundários são mesmo a alma do filme.
Curiosamente Nicola Posener que depois se tornou numa das figuras centrais da fabulosa série de filmes “MYTHICA” (12345) tem aqui o seu melhor papel, pois ela é simplesmente perfeita como a mais ou menos ingénua típica princesa medieval que costumamos encontrar neste tipo de histórias ; e olhem que fazer este tipo de papel resultar de forma natural se calhar é bem mais complicado do que parece. Nota máxima para esta miúda neste título.

PALADIN 1 - 10 PALADIN 1 - 35

Como jovem camponês, o heroi é o actor Richard McWilliams que depois voltamos a encontrar num dos títulos seguintes da Arrowstorm , o muito interessante “RISE OF THE SHADOW WARRIOR” que serviu de esboço aos filmes “MYTHICA” um par de anos mais tarde e também ele entra na pele do personagem sem esforço.
Destaque também para um excelente actor clássico britânico, Ian Cullen que tem um carisma fantástico na pele do velho Barão pai da jovem protagonista, ou para Maggie Daniels outra cara familiar dentro dos – character actors- que aqui está particularmente divertida na pele da tia/ama da heroína. Philip Brodie é o cavaleiro arrogante perfeito também e que consegue inclusivamente colocar algum suspense em todo o conjunto sabe-se lá como tendo em conta que toda a história é particularmente simples.

PALADIN 1 - 21 PALADIN 1 - 34

O filme foi realizado por Anne K. Black que depois se tornou parte importante da Arrowstorm quando realizou o primeiro e segundoMYTHICA” por exemplo e que aqui faz um trabalho excelente na forma como soube aproveitar as paisagens naturais da Irlanda onde o filme foi rodado; até porque com cenários reais assim quem é que precisa de gastar dinheiro a construir ambientes num estúdio em Hollywood ou encomendar matte-paintings digitais ?!

PALADIN 1 - 19 PALADIN 1 - 13

Apesar de simples e formulático no que toca a este tipo de histórias românticas medievais [“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] nunca encalha, aborrece ou se torna minimamente piroso sequer. A história flui muito bem, a química romântica é permanente no melhor e mais clássico dos sentidos, os personagens secundários são muito bons e estamos na presença de uma história muito agradável do princípio ao fim que se recomenda vivamente a todos aqueles que gostarem de cinema de baixo orçamento rodado com alma.

——————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO

[“PALADIN : DAWN OF THE DRAGONSLAYER“] foi um dos primeiros títulos que embora co-produzido com outras companhias na europa ficou depois associado à Arrowstorm Entertainment quando esta se tornou numa produtora de contornos profissionais muito graças ao sucesso posterior dos filmes “MYTHICA”.
Não é um título espectacular mas é uma história que se vê mesmo muito bem e nem por sombras é o filme-lixo que muita gente insiste em classificar apenas porque tem CGIs muito limitados e fraquinhos.
Quem procurar por um filme muito simples com cavaleiros e dragões tem aqui uma excelente proposta.

Quatro Planetas Saturno

   

Só não leva uma nota mais alta porque o facto de se ter mantido tão formulático dentro do típico conto-de-fadas com dragões medieval acabou por impedir que pudesse vir a ter tanta imaginação quanto os “MYTHICA” depois vieram demonstrar. Por outro lado o orçamento disto também não foi muito e sendo assim percebe-se que teve de jogar com as suas limitações. Mas é mesmo muito bom e recomenda-se. Na verdade até vale uns quatro planetas saturno e meio agora que penso nisto…

A favor: os personagens, os actores, a química romântica do par protagonista, a excelenta banda sonora, boa realização, excelente utilização das paisagens naturais da Irlanda, montes de ambiente do principio ao fim.

Contra: o CGI do dragão por vezes chega a ser insultuoso para os sentidos…

——————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

TRAILER


——————————————————————————————————

COMPRAR BLURAY
E já agora, este é mais um daqueles filmes que ganha imensa vida em bluray, pois as cópias e rips-piratas que andam pela net nem lhe fazem justiça. Este é mais um que merece mesmo ser visto na melhor resolução possível.

Existem várias edições ( algumas com nomes diferentes dependendo do país em que foram editadas ) mas as melhores são mesmo a edição inglesa contendo só o primeiro filme e a edição dupla alemã contendo o Paladin 1 juntamente com o Paladin 2 que na verdade não é uma sequela por isso podem ser visto isoladamente.

EDIÇÃO UK só com este primeiro filme.

bluray dawn

https://www.amazon.co.uk/gp/product/B005EF316Q/ref=as_li_tl?ie=UTF8&camp=1634&creative=6738&creativeASIN=B005EF316Q&linkCode=as2&tag=cinaosolnas00-21&linkId=7f41a9bed6ff0aa9ad35ea8684a36ea7

——————————————————————————————————

EDIÇÃO ALEMÃ 2em1; Double Feature” :  contendo o primeiro e o segundo Paladin 

À venda na Amazon.UK:

bluray 2em1

https://www.amazon.co.uk/gp/product/B017WW1MBY/ref=as_li_tl?ie=UTF8&camp=1634&creative=6738&creativeASIN=B017WW1MBY&linkCode=as2&tag=cinaosolnas00-21&linkId=01d2e24a3d67cda8f21a3405a8d2d665

——————————————————————————————————

À venda na Amazon.DE

bluray 2em1

https://www.amazon.de/Paladin-Double-Feature-Blu-ray-Black/dp/B017WW1MBY/ref=sr_1_19?s=dvd&ie=UTF8&qid=1519571977&sr=1-19&keywords=Anne+K.+Black

——————————————————————————————————

O site da Arrowstorm Entertainment também tem as suas próprias edições bluray região zero à venda por isso é uma questão de espreitarem a loja.

site

https://www.arrowstormentertainment.com/

——————————————————————————————————

IMDb
https://www.imdb.com/title/tt1734582

——————————————————————————————————

Cinema independente low-budget de que irá gostar certamente:

capinha_i-paladini capinha_vikingdom capinha_RISESHADOWARRIOR.jpg capinha_Mythica5 capinha_Mythica4 capinha_MYTHICA3.jpg capinha_mythica-2 capinha_mythica

—————————————————————————————————

 

“Lost in Space” * Raridades / Nostalgia : CROMOS “The Black Hole / O ABISMO NEGRO” edição PT

Continuando nesta secção “Lost in Space” a divulgar as coisas raras ou inéditas de valor nostálgico que me vão chegando, para hoje imagens da colecção de cromos “O ABISMO NEGRO – THE BLACK HOLE” do início dos anos 80.

LOST IN SPACE2-CADERNETAabismonegro

Recordo-me muito bem dos livros de passatempos com que o marketing da Disney inundou Portugal na altura em que o filme ia ser lançado cá ( anos depois de ter estreado e fracassado brutalmente nos EUA ) mas não me lembro de ter visto esta colecção, o que é estranho pois eu em puto não me escapava uma coisa que metesse naves espaciais e na altura “O ABISMO NEGRO” era o filme que eu mais queria ver chegar ao meu cinema de província.
De qualquer forma aqui ficam imagens da colecção, edição PT (!!) que me foram enviadas por um leitor do blog.

CCI12092017

 

Não se esqueçam de ler a minha review sobre. o filme “THE BLACK HOLE – O ABISMO NEGRO” aqui neste blog. 😉

——————————————————————————————————

Obrigado novamente ao José Carlos Mestre, leitor deste blog em Beja, que me enviou esta e muitas mais preciosidades que irei continuar a divulgar por aqui.

Stay tuned. More to come. 

——————————————————————————————————

EXTRAS – “Lost in Space : RARIDADES NOSTÁLGICAS”

Caderneta de Cromos – Battlestar Galactica 1978 : Edição Espanhola
Caderneta de Cromos – Star Wars – La Guerra de Las Galaxias : Edição Espanhola
Caderneta de Cromos – Star Wars – La Guerra de Las Galaxias : El Imperio Contraataca – Edição Espanhola
Caderneta de Cromos – Star Wars – El Retorno del Jedi : Edição Espanhola
Capas de Pulp Fiction Clássicas – Scifi – Vol 1
Capas de Pulp Fiction Clássicas – Scifi – Vol 2
Recortes de Jornal 70s/80s
Caderneta de Cromos – 20.000 Léguas Submarinas
Caderneta de Cromos – Lost in Space – Tv Series
Space Family Robinson – Capas de Revistas – 1

————————————————————————————————————

Se gostaram desta Caderneta vão gostar destes filmes:

 capinha_first-men-in-the-moon capinha_mechte-navstrechu capinha_forbidden_planet capinha-roadto-stars planeta-burg38 capinha_FLIGHT TO MARS.jpg capinha_Event_Horizon.jpg capinha_THE BLACK HOLE

—————————————————————————————————