“ANIARA” (“Aniara”) Pella Kågerman / Hugo Lilja (2018) Suécia / Dinamarca

[“ANIARA”] já entrou definitivamente para a lista dos meus filmes de ficção científica favoritos de todos os tempos e até Dezembro de 2019 eu nem sequer fazia ideia de que isto existia.

movie poster aniara

Nem que existia um filme chamado [“ANIARA”], nem que existia um poema épico já com mais de cinquenta anos e que é uma espécie de clássico não só da literatura mundial , como muito em particular consta ser uma espécie de equivalente moderno dos nossos “Lusíadas” aqui em Portugal. 
Apenas este é um poema pertencente não apenas à literatura Nórdica mas também enquadrado dentro da mais moderna ( e clássica ) ficção cientifica.
Para minha grande surpresa uma história de sci-fi era também a última coisa que esperava encontrar referido como sendo de leitura obrigatória ou recomendada nos currículos dos liceus em países do norte da Europa; onde pelo visto toda a gente conhece esta história.

Aniara_022 Aniara_014

Uma história que relata a odisseia de uma nave mundo perdida no espaço e onde ficamos a saber qual o destino da sua tripulação quando se torna claro para todos que devido a um acidente entre a Terra e Marte ninguém mais poderá regressar ao sistema solar pois a nova rota aponta-os como uma flecha em direcção ao espaço profundo de onde nunca mais poderão voltar.
À primeira vista , isto quase que parece o ponto de partida para algo como “Espaço 1999” , ( e podia ser ) mas na verdade [“ANIARA”] é muito mais.
E muito mais original até.

aniara-poster

Especialmente enquanto filme único dentro da ficção-científica moderna e não só.

SEXO 



Para começar é melhor avisar logo pessoal americano que [“ANIARA”] contém muito sexo. Explícito até, embora talvez não no sentido que imaginem…
Não esperem um porno ou um filme erótico pois a nudez tem um contexto muito particular para a história.
Apenas estou a referir isto logo de inicio porque [“ANIARA”] é mais um daqueles filmes com duas versões. 
Uma versão original Europeia e claro… a versão “Americana” onde foi removida toda a sexualidade explícita e a montagem deu à história um tom mais suave.

Aniara_008 Aniara_026

Se procurarem na net, a maioria das reviews de cinéfilos comuns que entraram em estado de choque com a naturalidade com que [“ANIARA”] apresenta os momentos de sexualidade berrando online que o filme é uma aberração, são como não podia deixar de ser, dos EUA. O que não deixa de ser fascinante.
Portanto… amigo leitor. Se pretende procurar obter [“ANIARA”] online, cuidado com o que encontra, pois poderá muito bem não estar a ver a versão original do filme.
Aliás , se encontrar uma cópia dobrada em inglês, fuja !
E mesmo em Sueco há cópias “americanas” censuradas online, por isso cuidado.

Aniara_027 Aniara_023

[“ANIARA”] foi um daqueles blurays que eu comprei completamente às escuras ( na minha já tradicional tradição natalícia de comprar filmes de ficção-científica (não americanos) sem saber absolutamente nada sobre eles ).
Descobri-o numa edição especial à venda na Amazon Uk em Dezembro de 2019 e pelos breves segundos de trailer percebi logo que isto era mesmo o meu tipo de história.
Se há tema que eu adoro na ficção-científica é o das naves-mundo perdidas no espaço, ( sendo a saga RAMA de Arthur Clarke a minha favorita dentro da literatura do género ) e como tal, mal li que [“ANIARA”] era uma história sobre uma arca perdida no espaço nem hesitei em comprar o Bluray, até porque o cinema de ficção-científica Europeu nos últimos anos tem-se revelado particularmente surpreendente, com títulos fantásticos como “CARGO” ou muito curiosos como “VIRTUAL REVOLUTION” por exemplo.

Aniara_020 Aniara_001

[“ANIARA”] não me desapontou.
A história é mesmo o que eu esperava no bom sentido e toda a envolvência dramática à volta do destino dos personagens é simplesmente perfeita, talvez por parecer particularmente real. Para fãs de BDs europeias como Druuna, esta história da nave ANIARA bem que poderia ser a origem da saga e foi outra das coisas que me agradou nisto.
Mas o melhor mesmo é o filme em si no seu todo porque tem uma característica particularmente fascinante.
Algumas reviews referem-se a [“ANIARA”] como a primeira longa metragem de sci-fi – “No Sets”.
E o que isto quer dizer ?

SCI-FI NO SETS

Isto quer dizer que [“ANIARA”] não foi filmado em estúdio ( salvo um pequeno cenário de uma cabine ) , mas sim em locais reais.
[“ANIARA”] foi filmado durante várias noites em locais tão diversos, como restaurantes fechados, centros comerciais fechados, hotéis, bares, associações recreativas, piscinas municipais e tudo o mais que poderão imaginar de banal pertencente à nossa própria realidade quotidiana.
Não…
Vocês não estão a perceber…

Aniara_035 Aniara_010

Não houve qualquer esforço para criar um “design” espacial ou “futurista” à volta de tudo o que vêem filmado nesses locais reais. 
Todas as localizações reais que representam o interior da nave ANIARA são tão comuns e banais como qualquer interior de loja que vocês encontram num centro comercial perto de vós.
Se [“ANIARA”] tem cenas a bordo da nave espacial em corredores, esses corredores não são a Enterprise ou a Millenium Falcon e parecem-se mesmo com um banal corredor de hotel descaracterizado, como qualquer corredor daqueles que encontramos em todo o lado.
Não encontrarão em [“ANIARA”] qualquer estética mais “hollywoodiana” tentando criar o tipo de atmosfera sci-fi a que estão regularmente habituados no que toca à representação do interior da nave.
Nada dentro de Aniara se parece com uma nave toda cheia de pinta e design como podem encontrar em “PASSENGERS” por exemplo.
Em [“ANIARA”], o interior da nave ANIARA, parece-se mesmo com auditórios, corredores de hotel, casas de banho de shopping center, cozinhas, lavanderias, bares e restaurantes banais e tudo o mais que vocês possam imaginar de mundano.
E perguntam vocês …
Mas que raio ?!!…
Como pode isso resultar ? …

Aniara_033 Aniara_034

Meus amigos… é incrível.
Não passaram vinte minutos de filme e vocês já nem se lembrarão que todas aquelas pessoas não estão mesmo no espaço.
Ainda estou para tentar perceber como estes realizadores conseguiram isto, mas ANIARA é mesmo uma nave absolutamente épica e particularmente única dentro do cinema de ficção-científica.
Ao contrário do que vocês possam pensar ( e do que eu temia ) , todas as localizações reais filmadas na Suécia e Noruega que passam por interiores da nave ANIARA, não só nos fazem esquecer por completo o contexto original dos locais no nosso mundo como dão uma identidade absolutamente “espacial” e verdadeiramente épica aos “cenários” sci-fi que toda a história precisa de mostrar.

Aniara_021 Aniara_005

Para este efeito resultar tão bem , muito contribuiu o design dos efeitos CGI que mostram ANIARA do exterior quando o filme nos mostra a nave-mundo viajando pelo espaço profundo.
Quem fez o design exterior desta nave espacial , acertou em cheio na forma como conseguiram ligar a estética do “interior da nave” com aquilo que esta se parece quando vista do exterior.
Vejam o filme e perceberão o que quero dizer.
[“ANIARA”] em termos de criação de atmosfera é mesmo uma obra prima dentro daquilo que muitos já apelidam de “Cinema-Scifi-No-Set”.
E com todo o mérito.

Aniara_004 Aniara_011

No fundo são estas as vantagens de se tentar produzir um épico sci-fi Europeu de baixo orçamento. A necessidade espevita a criatividade e o engenho.
Não há dúvida que [“ANIARA”] soube mesmo tirar partido da falta de dinheiro para criar ao mesmo tempo uma atmosfera espacial sci-fi épica que não precisa mesmo de efeitos especiais ou sets de Hollywood para nada.
Muito pelo contrário. A sua identidade fabulosa como filme de ficção-científica está precisamente nisso. 
[“ANIARA”] é verdadeiramente único por causa  desse aspecto ter resultado tão bem e uma verdadeira inspiração.

STARLOST



Mas [“ANIARA”] é muito mais do que um filme com uma atmosfera espacial fantástica , apimentado por algum sexo mais cru que não esperamos encontrar em produções mainstream.
Enquanto história apocalíptica é também fabuloso.
Eu ainda não li i poema original ( que podem ENCONTRAR AQUI ) e há quem diga que está muito mal adaptado pois resume demasiado todo o seu extenso conteúdo.
Mas… estamos a falar de um poema enorme mesmo; dai a minha comparação com Os Lusíadas há pouco.
Por isso incompleta nos seus detalhes ou não, quanto a mim esta história é verdadeiramente uma lufada de ar fresco no panorama da ficção-científica cinematográfica actual.

Aniara_030 Aniara_025

É tão bom encontrar de repente um filme de sci-fi adulto.
Uma história que nos cativa pelo suspense; por nos deixar mesmo presos ao destino dos personagens sem nunca deixar de criar uma atmosfera espacial fantástica e acima de tudo consegue fazer isso sem precisar de montagem video-clip, sem precisar de cenas de acção com “one liners” a todo o instante e sem precisar de explosões épicas em CGI ou efeitos especiais plásticos a todo o instante.

Aniara_013 Aniara_028

[“ANIARA”] tem uma história demasiado boa.
Tão boa que vocês irão esquecer que estão a ver o interior de uma nave recriado em centros comerciais e corredores de hotel.
Como habitualmente quem esperar que eu revele detalhes sobre a aventura neste blog, esqueçam.
Tem semelhanças com “STARLOST” , “PASSENGERS” e até “IKARIE XB-1 VOYAGE TO THE END OF THE UNIVERSE” em termos de conceito; embora na verdade, se possa dizer o mesmo inversamente a tudo o resto pois “ANIARA” enquanto poema sci-fi é por muitos considerada a primeira história sobre naves mundo perdidas no universo e que inspirou uma geração de escritores na altura em que saiu décadas atrás.

Aniara_002 Aniara_009

Se não sabem nada sobre isto tal como eu não sabia, continuem assim.
Só precisam de saber que [“ANIARA”] é um filme espacial sobre uma nave que se perde no universo com centenas de passageiros comuns a bordo.
Em vez de chegarem a Marte vêem-se de repente numa viagem até aos confins do universo que durará toda a sua vida e é esse o ponto de partida para uma história que para mim só peca por ter um final demasiado rápido.

Aniara_019 Aniara_024

[“ANIARA”] na minha opinião pedia mais detalhe no capítulo final.
Especialmente depois de passarmos “tantos anos” com os personagens principais.
Não que o fim seja mau. A imagem final é mesmo atmosférica mas eu gostei tanto de tudo o que estava a ver que na verdade esperava mais.
Pelo menos ver mais, pois o final salta demasiado rápido e abandona de certa forma os personagens centrais para se focar até em personagens terciários que anteriormente só tinham aparecido por menos de dois segundos no écran como se agora fossem eles os principais e não todos os outros anteriormente… ( por isso estejam muito atentos a toda a gente que vêem durante o filme ).

Aniara_016 Aniara_002

Se gostaram de “PASSENGERS” que eu achei fabuloso há possibilidades de virem a gostar deste título Sueco de baixo orçamento. Agora preparem-se para um ambiente muito menos açucarado e bem mais cru e realístico ( daí o sexo “explicito também ).
O filme “PASSENGERS” é quase um bom exemplo do que seria [“ANIARA”] mas feito por Hollywood; isto para efeitos de comparação entre o que é um filme feito para as massas e um título produzido a apontar para quem gosta mesmo de ficção-científica sem preocupações de agradar à malta das pipocas ( a mesma que dá nota péssima a esta obra prima , apenas porque não tem nada a ver com o cinema de Hollywood bubble gum a que estão habituados ).
 Mais uma vez estamos na presença de um título que no IMDb recebe algumas classificações miseráveis de certos “cinéfilos”.

Aniara_003 Aniara_018

O que quer dizer que só pode ser mesmo bom.
É bom voltar a encontrar um filme de ficção-científica mesmo feito para o público de ficção-científica e olhem que já não há muitos desses por aí.

FICÇÃO CIENTÍFICA


Resumindo, se gostam de histórias sobre naves-mundo, [“ANIARA”] é uma que não devem perder.
Bons personagens, interpretações fantásticas (protagonistas excelentes) , um clima apocalíptico bastante interessante à medida que a narrativa avança e uma atmosfera geral absolutamente fantástica que lhes dará aquilo que a melhor ficção-cientifica ainda é capaz de fazer bem longe de Hollywood quando o tema é tratado de forma clássica e para adultos sem preocupações de ofender os puritanos ou de agradarem aos adolescentes crescidos. Os tais em que o cinema pipoca Americano transformou as audiências mundiais nas últimas décadas a impingir produtos pré-formatados às pessoas.

Aniara_005 Aniara_031

Ver [“ANIARA”] é como ler um bom romance clássico de sci-fi e isso é o melhor que se pode dizer deste filme, que até tem por ali uma boa pitada de “SOLARIS” e claro “2001 Odisseia no Espaço” como não podia deixar de ser. E já agora com um toque de “INTERSTELLAR” também.
Há tanto de tanta coisa por aqui nesta história que já começo a perceber porque ANIARA” enquanto obra literária é considerada a obra prima influente que eu desconhecia por completo.
Vejam.
É fabuloso e inesquecível se gostarem dele e conseguirem habituar-se ao estilo e ao ambiente visual.
Não esperem um filme de aventuras no espaço.
Esperem sci-fi Europeia da melhor e um bom exemplo do que é um filme esquecido.

Foi para divulgar cinema de Ficção-Científica assim que eu criei este blog.

——————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO

Mais um bom exemplo da boa ficção-científica que se faz actualmente de vez em quando na Europa e um bom exemplo de que para se criar um épico-scifi se calhar não são precisos orçamentos de Hollywood.
Basta imaginação, engenho, bons actores e uma história excelente para contar.
De resto já disse tudo acima e por isso:

Cinco Planetas Saturno e claro, um GOLD AWARD

     

A favor: o ambiente espacial fantástico sem cenários construídos cinematográficamente, os personagens e os actores em particular que são fantásticos, o curioso uso de pessoas com queimaduras graves reais para representar uma faixa da humanidade que sofreu na pele os efeitos do que aconteceu ao nosso mundo com as mudanças climáticas no futuro , a história, o design exterior da nave, é ficção científica para o público de ficção-científica adulto, os inserts de sexo criam uma tensão por vezes perturbante precisamente nos momentos certos para a história mudar de direcção apontando para o final quase perfeito.

Contra: ( a censura na montagem “americana” ) , o final é demasiado rápido e pedia mais exposição porque depois de acompanharmos aqueles personagens durante tanto tempo e a própria nave teria sido interessante saber mais detalhes sobre tudo aquilo que levou aos momentos finais da história… embora isto tivesse tornado o filme num épico com mais duas horas do que o orçamento disponível permitia certamente.
O final não é mau mas apenas ficamos com vontade de saber mais. O que se calhar é bom e só mostra o quanto esta história nos agarra.

—————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

TRAILER OFICIAL

TRAILER UK SIMPLIFICADO


—————————————————————————————————

IMDb

aniara-poster



https://www.imdb.com/title/tt7589524/

—————————————————————————————————

Se gostou deste, poderá gostar de :

capinha_solaris capinha_CHILDHOODS-END.jpg capinha_pandorum capinha_cargo capinha_SOLARIS-1972.jpg
——————————————————————————————————

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s