“DRAGON NEST” (“Dragon Nest: Warriors’ Dawn”) Yuefeng Song (2014) China

Se espreitarem a minha review para [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] no IMDb, hão de notar que lhe atribuí a incrível classificação máxima de 10 estrelas.
Muita gente pensará que fiquei maluco, pois o que não faltam por aí são animações muito superiores tecnicamente ou no que quer que seja. Como raio me atrevi a dar uma nota tão alta a este filme no Imdb quando nem sequer aqui lhe irei atribuir a nota máxima ?
Bem, é tudo uma questão de contexto.
Passo a explicar.

FinalPoster

[“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] quando comparado com o que de melhor se faz com muito dinheiro, se calhar não vale mesmo uma classificação tão alta.
A mim surpreendeu-me precisamente porque [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] não sendo uma produção de orçamento milionário atinge mesmo assim alguns patamares de qualidade ao longo de toda a narrativa; patamares esses, que se calhar nem precisaria de atingir se o objectivo fosse apenas o de criar um desenho animado para vender aos putos em dvd mais tarde.

dragon nest24 dragon nest29

Não só este filme consegue ter momentos de grande adrenalina como consegue o impossível de contar uma história com personagens interessantes de acompanhar, sem se desviar um milímetro do típico cliché Dungeons & Dragons que já vimos mil vezes e que normalmente é logo garantia de que o resultado será um lixo.
Surpreendentemente não desta vez !
O que na minha opinião, torna [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] num excelente exemplo de como se calhar pode haver bons resultados até mesmo com uma história já vista mil vezes.

dragon nest16 Dragon Nest-12

Está tudo na execução; principalmente na realização e este caso é particularmente interessante, pois a ultima coisa que eu esperava quando comecei a ver isto é que uma animação de segunda linha com um argumento já mil vezes batido e ainda por cima baseado num videogame fosse alguma coisa de jeito. E muito menos fosse apelativo para adultos.

dragon nest26 Dragon Nest-03

MMORPG

Sim para quem não sabe, [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] é baseado num popular mmorpg chinês chamado precisamente “Dragon Nest” e que eu próprio joguei algumas vezes online durante algum tempo. Não costumo ter tempo ou paciencia para videogames online (e detesto jogar em computador), mas este “Dragon Nest” cativou-me pelo aspecto gráfico, pois desde o início sempre criou um mundo de fantasia bastante baseado num estilo de desenho animado que me atrai particularmente enquanto ilustrador.

Dragon Nest-18 Dragon Nest-21

Foi precisamente esse mesmo estilo visual a fazer lembrar um livro de contos ilustrados, que me fez ir espreitar o filme quando descobri que existia. Isso e o facto de ser uma produção de animação chinesa.
Apesar de também contar com capital americano, a execução é essencialmente made-in-china e logo isso deu a [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] um estilo diferente daquilo que estamos habituados a ver no típico cinema de animação ocidental ou saído de hollywood.

dragon nest15 Dragon Nest-11

Numa altura em que a maioria das produções de fantasia, particularmente em desenho animado segue sempre a mesma história já vista milhares de vezes, na verdade eu não esperava grande coisa quando comecei a ver o filme, mas logo desde os primeiros minutos houve algo que notei de especial nele.
O que me chamou a atenção foi precisamente o facto de [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] ser um filme de acção intensa e totalmente non-stop desde o inicio. Normalmente isto é logo sinónimo de grande seca e repetição constante, mas desta vez o que achei extraordinário logo desde os primeiros minutos é que a acção não estava lá apenas para impressionar mas serviu principalmente como veículo narrativo para contar a história. E isso é muito dificil de se fazer. Mais ainda é haver verdadeiro desenvolvimento de personagens enquanto as cenas de porrada mais caóticas acontecem no ecran.

Dragon Nest-07 Dragon Nest-08

A STORYBOOK STORY

Resumindo, logo desde o início [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] surpreendentemente não me pareceu de todo um filme vazio, destinado apenas a entreter as crianças.
Havia aqui algo muito interessante para agarrar o adulto que gostasse de cinema e principalmente o adulto que se interessar por ilustração pois o conteúdo visual desta história é particularmente fascinante pelo seu estilo storybook ao longo de toda a aventura.

dragon nest17 Dragon Nest-04

É verdade que a história deste filme é tudo menos original, os personagens são todos sem excepção apenas o típico cliché do D&D ou dos jogos de MMORPG, mas surpreendentemente funcionam muito bem desta vez pois quem dirigiu isto sabe perfeitamente como tirar partido daquilo que parece banal a uma primeira visão.
É quase como se esta animação tivesse sido realizada por um bom director de actores que percebe que a magia não está apenas nos efeitos ou nas cenas de aventura mas principalmente nos personagens.
Surpreendentemente [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] contém personagens com grande carísma e era a última coisa que eu esperava.

dragon nest31 dragon nest06

Cada uma das suas personalidade cliché está muito bem integrada na narrativa central e cada desenvolvimento de personagem marca um ponto importante na história, serve como reviravolta ou apresenta uma revelação importante. Se isto não tivesse sido assim, um filme como este teria sido uma seca infantil descomunal, pois de certeza que teriam apresentado os poderes da cada personagem, apresentavam a missão e depois o resto seria uma sucessão de cenas de porrada estilo D&D intermináveis até ao confronto final com o vilão do costumo e pronto, the end.
Não em [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”].

dragon nest04 dragon nest20

A ACÇÃO CONTA A HISTÓRIA

Em [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] as cenas de acção são a cola que une toda a estrutura da história. Não só funciona, como  vão evoluindo até se tornarem absolutamente extraordinárias pela adrenalina que conseguem transmitir, especialmente nas cenas de grande batalha. Todas as cenas de acção são diferentes, muito imaginativas em termos de coreografia e acima de tudo muito bem realizadas; tudo ajudado por uma montagem excelente que se calhar passa despercebida.

Dragon Nest-14 Dragon Nest-20

Pode-se dizer que [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] é um verdadeiro filme de acção e muito cinema live-action deveria aprender aqui como se usam cenas de porrada pura e dura para fazer avançar uma história sem precisar de ser uma parvalheira sem qualquer conteúdo ao pior estilo Michael Bay por exemplo.
Tomara muito cinema de Hollywood saber usar a acção como esta quase anónima produção de médio orçamento chinesa o sabe fazer.
Nenhum fotograma se perde e tudo tem um propósito na narrativa da aventura mais estereotipada que vocês alguma vez poderão ver tão bem estruturada.

dragon nest03 Dragon Nest-06

Isto é um filme muito bem planeado meus amigos.
Pode parecer apenas mais outro filme para criancinhas mas [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] é realmente um produto comercial muito bem realizado.
A última coisa que eu esperaria de um filme animado obscuro baseado num videogame que nem sequer é particularmente popular por estas bandas.
Foi um dos melhores filmes de acção que vi no ano passado e não estava nada à espera disto.
Na verdade já ando para recomendar esta aventura há muitos meses por aqui, mas queria voltar a ver o filme para ter a certeza que não tinha imaginado coisas.
Desde lá já o revi quatro vezes e continua a divertir-me plenamente com as suas qualidades. Sendo assim estava na altura de o recomendar por cá.

dragon nest18 Dragon Nest-15

Em [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] todos os personagens criam uma empatia com o espectador e realmente nos importamos com eles em todas as cenas de batalha em que se envolvem pois nada nos garante que não morram a seguir e isso foi uma das coisas que mais gostei nesta produção animada. Ainda estou a tentar perceber como os criadores desta animação que mal tem 80 minutos conseguiram encontrar forma de dotar os bonecos com tanta vida. Especialmente quando em pelo menos 85% do filme temos cenas de acção e aventura carregadas de adrenalina e humor.
À primeira vista não haveria espaço para desenvolvimento de personagens no sentido mais tradicional, onde normalmente a acção pára para que aconteçam momentos de exposição e no entanto não é pelos personagens que este filme iria afundar. Quem filmou isto sabe como contar uma história.

dragon nest12 Dragon Nest-10

CINEMA ORIENTAL NO SEU MELHOR

[“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] é mais um bom exemplo de como o cinema oriental sabe criar personagens realmente humanos que criam verdadeira empatia com o espectador e contam com um carisma absolutamente natural até quando não passam de bonecos animados como é o caso. O cinema oriental mostra bem como se criam personagens com que nos importamos, até mesmo quando estes são um dragão que mal tem um par de linhas de diálogo para dizer.

dragon nest32 Dragon Nest-16

No seu todo, acho que [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] é um excelente filme de fantasia. Não tem um pingo de originalidade no que toca ao conceito ou a sua história, mas o que faz, faz mesmo muito bem e a sua originalidade está em conseguir fazer tudo resultar de uma forma que nos diverte e surpreende pela qualidade que foi aqui atingida mesmo quando tudo parece não passar de mais um daqueles desenhos animados destinados aos dvds de promoção no fundo das prateleiras em supermercados.
[“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] devia ser um versadeiro case study de como se cria cinema de acção com alma independentemente de ser animação ou não.

dragon nest28 Dragon Nest-02

Os personagens são variados, os ambientes são perfeitos e apesar de não ter muita variedade ou mostrar um mundo muito grande, ainda conta com um par de boas paisagens de fantasia que ficam no olho e na memória pois em termos de design [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] soube ir buscar o melhor do estilo visual do jogo e expandir os melhores elementos o melhor que o seu orçamento o permitiu certamente.
No entanto em termos de geografia, sente-se alguma limitação, isto porque o seu mundo de fantasia parece muito bonito mas na maioria das vezes sentimos que estamos apenas a ver alguns vislumbres de um universo mais vasto que merecia ter sido mostrado e nunca nos é aberto como deveria ou merecia ter sido. Restrições de orçamento certamente.
De qualquer forma, eu adorei.
Só há uma coisa neste filme que eu detestei.
O final abrupto.

dragon nest14 Dragon Nest-05

WTF ?!

Estava a divertir-me à brava com isto, esperando por um epílogo final realmente impactante que tivesse a ver com todo o tom do filme quando de repente…ACABOU !
[“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] acaba de uma forma tão repentina que sinceramente pensei que isto seria o primeiro episódio de uma série televisiva qualquer.
Soube agora ao preparar-me para esta review, que já existe uma sequela, pois o filme parece ter sido um sucesso lá pela China. Óptimo !
Review da sequela para breve.

dragon nest22 dragon nest23

Muito provavelmente se procurarem por este filme irão apenas a versão dobrada em Inglés quando o seu original é em Mandarim. Na verdade a versão inglesa não me chateou particularmente. É diferente da original, mas ambas têm os seus pontos altos e baixos e ambas funcionam melhor numas alturas do filme do que outras. Neste caso será portanto uma questão de escolha. Se encontrarem a versão chinesa original , óptimo; se virem apenas a versão dobrada em inglés também não será por aí que deixarão de apreciar este pequeno filme que provavelmente passou ao lado de muita gente.
Até porque lembrem-se , [“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] é uma produção chinesa e não é anime japonês.

Dragon Nest-19 Dragon Nest-17

Embora contenha óbvias influências de vários sítios , o facto deste filme não ser nem japonês nem americano, faz com que tenha um estilo diferente daquele que estamos habituados a ver e quanto a mim isso é excelente.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

[“Dragon Nest: Warriors´Dawn”] é um excelente filme de fantasia para quem procura cinema do género, independentemente de ser desenho animado ou não e independentemente de ter a história menos imaginativa de todos os tempos.
Consegue superar tudo isso para nos dar uma aventura de animação que não irá aborrecer os adultos de morte (se se interessarem por fantasia) e ao mesmo tempo irá agradar às crianças.

Cinco Planetas Saturno

  

Tudo o que faz, faz muito bem e não precisava de o ter feito para ser um produto comercial rentável. Dizem que a sequela já não tem a mesma magia… a ver vamos… 😉

A favor: usa a acção para criar desenvolvimento de personagens e fazer avançar a história, os personagens são excelentes e criam grande empatia com o espectador, a história parece básica como o raio mas contém bons momentos de humor (até para adultos) que a fazem destacar-se da comum banalidade que encontramos neste tipo de aventura para crianças.
Boa animação (num estilo diferente), adoro o estilo gráfico e a cor, bons cenários, aventura divertida e um filme muito boa onda em todos os aspectos.

Contra: acaba de repente, algumas pessoas no IMDb parecem não perceber que animação de qualidade não tem que ser sempre igual ao que a Pixar faz e não há mal nenhum por o estilo visual de um filme se parecer com o que existe no video game original. Se para vocês o bom cinema não pode passar sem uma história original esqueçam este pois não tem um pingo de originalidade no seu argumento. Sente-se que o mundo de fantasia poderia ter sido mais mostrado no ecrã e no entanto as paisagens grandiosas são sempre algo limitadas talvez devido à falta de orçamento para criar mais detalhes para este mundo.

—————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS:

TRAILER

—————————————————————————————————————

IMDb
http://www.imdb.com/title/tt2911342

—————————————————————————————————————

Comprar em Bluray 2 em 1 na Alemanha numa edição com os dois filmes.
Legendas em Inglés.

https://www.amazon.de/gp/product/B077Y829QZ/ref=ox_sc_act_title_2?smid=A3JWKAKR8XB7XF&psc=1

Comprar em Bluray só este primeiro filme com legendas em Inglés.
https://www.amazon.de/Dragon-Nest-Chroniken-Altera-Blu-ray/dp/B0711YBYG2/ref=pd_bxgy_74_img_2/261-1780846-5221111?_encoding=UTF8&pd_rd_i=B0711YBYG2&pd_rd_r=144ca7aa-3947-11e9-bff0-f5df5dbf7aa4&pd_rd_w=Q1zSk&pd_rd_wg=uvIf2&pf_rd_p=1ee75a10-e7c2-423a-9362-8396fcd2b687&pf_rd_r=7E3D198765D1KVPGB1DV&psc=1&refRID=7E3D198765D1KVPGB1DV

——————————————————————————————————————

Se gostou deste filme vai gostar certamente de:

capinha_KIKI capinha_TOTORO capinha_conan.jpg capinha_5-cm-per-second

——————————————————————————————————

 

“THE WARRIOR´S WAY” (“O CAMINHO DO GUERREIRO” / “THE WARRIOR´S WAY”) Sngmoo Lee (2010) Coreia do Sul / Nova Zelândia

O que raio estão Geoffrey Rush e Kate Bosworth a fazer num filme Sul Coreano de cábois com Ninjas filmado na Nova Zelândia ?!!!

Warriors_way_01

NINJAS…DAMN !

De vez em quando aparecem-me pela frente filmes que me fazem ficar absolutamente frustrado por nunca ter tido oportunidade de os ver numa sala de cinema. e [“THE WARRIOR´S WAY“] é mais um bom exemplo disto pois é simplesmente espectacular em todos os sentidos e não estava nada á espera de encontrar algo assim…num filme com Ninjas…

 Warriors_way_05

Mais uma vez se demonstra que no que toca a filmes pipoca, está mais que na altura de Hollywood colocar os olhos no outro lado do mundo para aprender como se fazem produtos realmente divertidos ou carismáticos sem precisar de recorrer a orçamentos gigantes.

Warriors_way_24 Warriors_way_02

Mesmo pelo meio de tanta artificialidade visual conseguem criar-se histórias com alma e cheias de identidade, o que demonstra que isto está na capacidade de se fazer cinema e contar histórias e a qualidade não depende dos efeitos especiais; até porque neste caso o próprio CGI já era mediano na altura em que o próprio filme saiu há já oito anos e mesmo assim nunca se tornou um objecto de cinema menor por isso.

Warriors_way_08 Warriors_way_11

Essencialmente estamos na presença de algo que a pertencer a um género será ao Anime (em imagem real), pois [“THE WARRIOR´S WAY“] é essencialmente um Western com Ninjas, artes marciais em ambiente steampunk e filmado em modo gráfico ao melhor estilo cinema-photoshop , que embora usado anteriormente noutros filmes orientais muito antes de Hollywood o ter ido buscar, foi apenas popularizado no ocidente por causa do “300” de Zack Snyder.

 

Na verdade, esteticamente esta produção com cowboys e ninjas estranhamente é bem mais parecida com o francês “Vidocq” do que até com “300”, por isso se viram esse relativamente obscuro filme com Gerard Depardieu (que até estreou em Portugal no cinema) e gostaram dele quase que aposto que vão adorar [“THE WARRIOR´S WAY“] .
Não sei quem é que resolveu cozinhar este conceito para um Western com Ninjas, mas o facto disto ainda por cima ser uma co-produção Sul Coreana e Neozelandesa, torna [“THE WARRIOR´S WAY“] logo em algo completamente inesperado e aposto que essa mistura de culturas não é alheia ao carisma único que sobressai deste pequeno grande filme de aventuras cheio de pormenores divertidos, muita acção e atmosfera extraordinária.

 Warriors_way_23

YES!

Como alguém disse numa review algures pela net, [“THE WARRIOR´S WAY“] é um daqueles filmes, cheios de momentos “YES!”. Quero isto dizer que é uma daquelas aventuras cinematográficas em que por mais de uma vez nos apetece saltar do sofá em estilo Ninja também pois cria uma empatia extraordinária com o espectador que entra no espírito da coisa e não tem grandes preconceitos com o estilo extremamente digital que é usado para criar todo o visual da história.

 Warriors_way_17

Aliás, [“THE WARRIOR´S WAY“] é outro daqueles produtos que demonstra bastante bem que o excesso de efeitos especiais ou de artificialidade não tem que obrigatoriamente destruir um filme; contrariamente ao que estamos habituados a encontrar na forma como o cinema americano lida com as novas tecnologias, onde cada pipoca cinematográfica é mais vazia do que a anterior.
Aqui temos um excelente exemplo de que o -Cinema- enquanto arte, não precisa de estar ausente dos filmes pipoca e podem haver excelentes produtos ultra comerciais que não só equilibram as novas tecnologias com as formas mais tradicionais de narrar uma história, como essencialmente poderão criar produtos cinematográficos com tanta qualidade quanto o dito cinema tradicional sempre foi capaz de fazer antes da chegada do digital.

 Warriors_way_27

Se a vocês a simples menção ao cinema digital os fizer querer desde já deixar este filme de lado, não o façam antes de o espreitar. Particularmente se gostarem de cinema de aventura.
Não se preocupem porque apesar de overdose de efeitos especiais e carradas de estilo artificial presentes em [“THE WARRIOR´S WAY“], isto tem mais alma e identidade em cinco minutos do que os EPISODES I,IIe III de Star Wars conseguiram em mais de dez horas de design gráfico sem personalidade.

Warriors_way_21

Isto porque [“THE WARRIOR´S WAY“] pode ser uma demonstração gigante de pirotecnia digital, mas não depende da técnica para nos cativar. Sabe antes, construir bons personagens que dá gosto acompanhar do principio ao fim e onde ao melhor estilo Sul Coreano ainda há espaço para um twist ou dois que cativa o espectador ainda mais.
Não esperem grandes surpresas no argumento, mas podem contar com um pormenor ou dois que os irá surpreender certamente.

Warriors_way_25

UM UNIVERSO À PARTE

Acho que não há um personagem nesta história que não seja interessante. Tudo é tão bem pensado a nível de protagonistas que até os secundários e inclusivamente os figurantes são fascinantes e têm o seu momento para brilhar no meio de tudo o que acontece na narrativa.
Isto acontece porque [“THE WARRIOR´S WAY“] parte logo de uma boa base. Soube construir um universo à parte e tão bem imaginado que depois foi simples colocar nesse mundo qualquer personagem porque seria quase impossível que este não resultasse.
Até o facto de isto ser um Western com Ninjas em estilo cinema de aventuras clássico, nos parece a coisa mais natural do mundo logo a partir dos primeiros minutos mal o heroi chega à velha cidade cheia de cowboys feios porcos e maus.

 Warriors_way_16

O ambiente deste mundo digital por vezes parece saído de uma canção de Tom Waits e se forem fãs do cantor/compositor vão perceber o que quer dizer mal vejam o filme e olharem para os personagens que envolvem o circo e o parque de diversões localizado atrás da cidade. Nem vale a pena dizer mais nada sobre isto porque quem gostar de Tom Waits, vai logo perceber a referência que estou aqui a tentar fazer.

Warriors_way_26

Por outro lado –freaks– de todo o género é coisa que não falta em [“THE WARRIOR´S WAY“] . Desde os ninjas orientais ao fantástico Coronel, passando pelo inevitável pistoleiro aposentado e à miúda gira da cidade que perdeu toda a família anos atrás, a galeria de personagens é não só totalmente cativante quanto são os desempenhos dos actores que as habitam.
Geoffrey Rush está totalmente fantástico no papel do bêbado da cidade que foi outrora um grande pistoleiro e Kate Bosworth é totalmente cativante num personagem semelhante ao de Keira Knightley em “Os Piratas das Caraíbas” mas que resulta bem melhor aqui no contexto desta história bem mais simples.

O resto do elenco é perfeito, desde o heroi do filme que nos cativa logo de início, passando pelo fabuloso vilão -Coronel- que consegue criar tanto bons momentos de humor quanto de tensão e suspense, até aos restantes habitantes da cidade, toda a gente tem aqui um desempenho cheio de energia que passa para o espectador a todo o instante e torna esta aventura por demais entusiasmante à medida que o filme avança para a sua conclusão.

Warriors_way_10

COWBOYS, NINJAS E BEBÉS

Ah, [“THE WARRIOR´S WAY“] além de ser um western com ninjas é ainda um filme com bebés.
E esqueçam os habituais personagens de bebés fofinhos irritantes que habitualmente conseguem tornar pastosos muitos argumentos com potencial. Muitas das melhores cenas deste filme envolvem o bebé da história que está praticamente presente em todos os gags por vezes hilariantes e não raras vezes cheios de suspense também que irão encontrar em muitos momentos desta aventura onde só faltam mesmo os índios.

Warriors_way_07

Até a história de amor nos cativa. Talvez fruto da sensibilidade de um realizador Sul Coreano, pois não esquecer que apesar de tudo isto ainda é um filme oriental…apesar de ás vezes nos esquecermos disso por ser essencialmente falado em inglês.
Não esperem um grande romance, mas podem contar com a habitual sensibilidade presente nas lovestories Sul-Coreanas desta vez aplicada a um ambiente bem diferente mas que funciona perfeitamente para intercalar entre os momentos de acção ou as partes mais humorísticas

Warriors_way_03

UM LIVRO ILUSTRADO DIGITAL

Visualmente o filme tem momentos fabulosos.
O digital aqui é usado de forma perfeita para criar um universo á parte da melhor maneira e nunca parece excessivo.
A artificialidade do filme poderá não agradar a quem já decidiu que odeia filmes digitais, mas podem ter a certeza que desta vez todos os “excessos” visuais estão lá para tornar [“THE WARRIOR´S WAY“] numa espécie de livro ilustrado e não apenas para serem exibidos á parva.

Warriors_way_19

Os ambientes e as paisagens desta história são uma das grandes razões porque este universo funciona tão bem e se torna bem mais credível do que poderíamos esperar num conceito tão maluco quanto este de ninjas, cowboys e bebés.
Nota máxima para o digital na minha opinião portanto, pois este filme não seria o mesmo sem ele.
É quase um personagem tão importante quanto os de carne e osso.

Warriors_way_20

PORRADA !

E por falar em carne e osso, as cenas de acção são totalmente entusiasmantes e espectaculares. As coreografias são criativas, há sangue quanto baste e nem a estética Anime as torna menos cativantes.
Além disso são muito variadas, há espadas por todo o lado, punhais, tiros de pistola, tiros de metralhadora, murros, pontapés nas trombas, dinamites e bebés pelo ar. Brilhante.
Nem o uso algo excessivo do – slow motion- em alguns momentos estragam aquilo que [“THE WARRIOR´S WAY“] consegue apresentar e quanto a mim como filme de acção é simplesmente fabuloso e bem mais original na forma, do que aparenta ser à primeira vista.

Warriors_way_18 Warriors_way_15

Resumindo, se procuram um Western oriental, [“THE WARRIOR´S WAY“] é tudo aquilo que sempre quiseram ver num filme assim mas nunca encontraram em “Sukyiaki Western Django” ou sequer em “The Good The Bad The Weird” pois acerta em tudo aquilo em que os outros titulos falharam.
Acima de tudo é realmente divertido ao mesmo tempo que não se esquece também de homenagear alguns dos clássicos do western em pequenos pormenores ao longo da história para depois subverter tudo quando mete, bebés, ninjas e … palhaços pelo meio…

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO

Portanto, com grande surpresa minha leva mesmo ( também mais este ) a minha classificação máxima pois adorei este filme e não estava nada à espera disto.
Não há muito mais que eu possa dizer, é original, é bem mais coerente enquanto filme do que aparenta à primeira vista pelo trailer narrado em gringo e é completamente divertido.

Cinco Planetas Saturno e um Gold Award

É brilhante na sua simplicidade e um filme que ainda irei rever muitas vezes sem dúvida nenhuma. Enquanto filme pipoca é o máximo e não entendo de todo a razão disto não ter sido mais popular, até porque conta com actores de Hollywood pelo meio em bons papeis e o filme foi distribuído pelos EUA e tudo ! Estranhamente é no entanto um verdadeiro filme esquecido.

A favor: a originalidade da estrutura da história e o conceito maluco com ninjas e cowboys que resulta plenamente, a realização é excelente e usa como ninguém a estética Anime em imagem real para criar um produto totalmente cativante, visualmente é fabuloso, personagens cativantes, Geoffrey Rush no seu melhor num papel feito à medida, as cenas com o bebé são hilariantes por vezes, excelente vilão, consegue ter suspense na previsibilidade, não se leva a sério, fantásticas cenas de acção com muita variedade e criatividade, excelente uso do digital que nunca se sobrepõe à história, é um filme plástico com muita alma e personalidade, tem uma boa história de amor apesar de simples e já vista mil vezes.

Contra: tem dois minutos a mais no fim, pois aquele epílogo era perfeitamente dispensável e quebra o tom emocional do final da história só para voltar a meter um estilo Anime que desta vez destoa negativamente por parecer forçado e realmente artificial ao contrário do que aconteceu ao longo do resto do filme onde toda a narrativa permaneceu totalmente orgânica. Não há ainda uma sequela ?…

——————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

TRAILER (Narração USA)

——————————————————————————————————————

COMPRAR BLURAY EDIÇÃO INGLESA- REGIÃO B (2) – AMAZON UK

bluray

http://www.amazon.co.uk/The-Warriors-Way-Blu-ray/dp/B004E10JJ8/ref=sr_1_2?ie=UTF8&qid=1318877272&sr=8-2

——————————————————————————————————————

IMDb

poster

http://www.imdb.com/title/tt1032751

——————————————————————————————————————

Se gostou deste poderá gostar de :

capinha_mythica capinha_natural-city capinha_franklyn capinha_Themonkeyking inha_THE MONKEY KING 2.jpg  capinha_THE PROMISE.jpg capinha_Keeper_Of_Darkness.jpg

——————————————————————————————————————

 

 

“THE FLU” (“GAMGI” / “FLU”) Sung-su Kim (2013) Coreia do Sul

E já que estamos em plena época de gripe e anda por aí tanta gente de cama, por falar em filmes catástrofe apesar deste filme já ser de 2013, lembrei-me que ainda não tinha recomendado [“THE FLU”] por aqui e portanto está na altura de reparar essa lacuna.
Se gostam de filmes em que morrem pessoas aos quilos com vírus cabeludos de arrepiar e o mundo está preste a acabar não vão mais longe porque ninguém mata população às manadas como os orientais o fazem !
[“THE FLU”] é um espectáculo e uma das carnificinas apocalípticas mais divertidas que me passaram pela frente em muitos anos que só peca por alguma contenção no horror mais gore, mas nem isso estraga este extraordinário filme com uma tensão e adrenalina de cortar a respiração…não vá alguém apanhar uma constipaçãozinha sem querer…

FLU-01

Há muito tempo que não encontrava pela frente um filme catástrofe daqueles que nos deixam literalmente “on the edge of our seats” e este foi absolutamente eficaz nesse sentido pois é daqueles que nos faz querer roer as almofadas até quase ao minuto final. Especialmente quando eu ainda nem sequer tinha visto o trailer ou sabia qualquer coisa sobre ele antes de o começar a ver.

the flu_08 FLU-05

O que não deixa de ser surpreendente pois na verdade em termos de argumento não tem nada que vocês não tenham já visto mil vezes dentro deste género de filmes, o que para mim só lhe dá ainda mais valor, pois conseguir manter um nível de suspense como este filme mantém nos seus 40 minutos finais com uma história que à partida não surpreende pela sua originalidade é obra !!

the flu_11 FLU-13

Se também foram daqueles que acharam por exemplo o Hollywoodesco “World War Z” uma desilusão, então têm aqui o antídoto perfeito na sua vertente oriental mas sem mortos vivos porque isso também já chateia.
[“THE FLU”] não é um filme de zombies mas de certa forma na sua estrutura é tudo aquilo que “World War Z” não foi em termos de adrenalina associada ao género. É também o exemplo perfeito de que não é o facto de um argumento estar cheio de lugares comuns e clichés que estraga um filme mas sim a forma como se trabalha esse material. Nesse aspecto [“THE FLU”] na minha opinião não poderia ter conseguido melhor resultado.

the flu_04 FLU-11

Em termos de cinema espectáculo têm aqui também um excelente exemplo para mostrarem aquele vosso amigo que ainda pensa que só na Amèrica se faz bom cinema comercial, isto porque visualmente [“THE FLU”] conta com momentos assombrosos que não destoariam de uma daquelas cenas épicas num filme de Roland Emerich ao melhor estilo pastilha elástica “2012”; só que aqui também temos personagens com que realmente nos importamos e não estão apenas na história para servirem de body-count ou servirem de escala para ilustrar cenas de efeitos especiais em Cgi.

the flu_14 FLU-07

Aliás, a razão porque [“THE FLU”] resulta tão bem, especialmente nos 40 minutos finais, é porque por essa altura já estamos plenamente cativados pelas pessoas que vemos no ecrã e não apenas pelos heróis; isto porque ao contrário do que costuma acontecer neste género de cinema quando vem dos Estados Unidos, este filme Sul Coreano não tem pressa de nos mostrar as coisas rápidas demais e aproveita o seu tempo não só para se ir tornando cada vez mais épico sem o espectador dar por isso como principalmente para construir personagens à melhor maneira Sul Coreana para chegar a um resultado final totalmente eficaz no que toca à forma como cria uma imensa empatia com o espectador.

FLU-06 FLU-03

Em [“THE FLU”] até o personagem mais secundário tem o seu momento e nada é deixado ao acaso para humanizar as pessoas que nós vemos na história; sejam elas “heróis” ou “vilões” também aqui um conceito que não se pode aplicar naquele sentido em que estamos habituados a encontrar quando este tipo de cinema vem de Hollywood onde tudo tem que ser obrigatoriamente muito mais básico e preto-no-branco.
[“THE FLU”] é bastante cinzento em muitos aspectos e é isso que o torna também numa história tão humana quanto aterrorizante. Coisa que o cinema catástrofe EUA não consegue fazer pois Hollywood está sempre mais preocupada em atirar efeitos especiais para cima da audiência não vá esta aborrecer-se.

the flu_06 the flu_07

Alguma reviews ocidentais dão uma nota mediana ao filme porque dizem que os personagens choram demais e que tudo é por demais melodramático; o que só demonstra que essa gente desconhece por completo o que é o cinema oriental.
Acontece que esse –melodrama- é a principal característica do cinema Sul Coreano e portanto convém que o espectador entre no espírito da coisa, até porque a forma emotiva como os temas são tratados no cinema daquelas partes do mundo reflecte muito a cultura desses povos na forma como lidam com a tragédia e a morte.
Por isso na minha opinião penalizar um filme como este apenas porque alguém acha que as pessoas choram demais para mim não faz qualquer sentido e só demonstra um profundo desconhecimento em relação ao contexto da obra que supostamente deveria ser analisada de forma informada e bem pensada.
[“THE FLU”] não é por isso melodramático no sentido negativo; e muito menos dentro do contexto da sua própria história quando esta essencialmente aborda o fim do mundo com tudo o que isso implica na vida das pessoas.

the flu_03 FLU-09

[“THE FLU”] centra-se essencialmente na quarentena de uma cidade na Coreia do Sul, mas tem um ambiente bem mais de ameaça global do que mais uma vez “World War Z” conseguiu ter mesmo adaptando um romance que tinha tudo para ser tão bom quanto este filme agora consegue ser a partir de um argumento “original”.
Bom, mas isto é sobre o quê ? Essencialmente é a típica história sobre epidemias. Gripe das aves em versão extrema pois “flu” significa isso mesmo; -gripe- em inglês.
Se gostam de filmes em que morrem pessoas em quantidades apocalípticas estão no sitio certo. Muita gente a vomitar sangue, cadáveres ás pilhas, criancinhas mortas, pessoas espezinhadas, caos urbano e extermínio em massa. Tudo para divertir o espectador.
E resulta fantasticamente bem pois o filme está carregado de imagens inesquecíveis que nunca parecem exageradas nem sequer artificiais. Numa palavra: arrepiante.

the flu_13 the flu_02

Aquilo que na primeira parte do filme parece ser interessante mas não particularmente emocionante depressa se torna no segmento final numa jornada de adrenalina para o espectador daquelas que não nos deixa respirar quase até ao final. Pelo meio ainda temos direito a alguns momentos de humor à boa maneira Sul-Coreana e claro a uma proto-história de amor que não precisa de ser desenvolvida para ser eficaz.
[“THE FLU”] conta com excelentes interpretações do elenco Sul-Coreano com grande destaque para o trio de protagonistas onde sobressai a pequena actriz que no segundo acto da história acaba por ser o coração do filme e que dá um show de emotividade no desenrolar da verdadeira montanha russa de acontecimentos que ocorre nos segmentos finais de um filme catástrofe que equilibra muito bem o terror, a aventura, o suspense, alguma comédia e o cinema de acção e efeitos especiais a um nível tão bom quanto qualquer coisa que vocês tenham visto saída de Hollywood nos últimos anos. Com a vantagem de que aqui temos personagens e não apenas bonecos de cartão.

the flu_12 FLU-10

Um grande destaque também para aquilo que raramente se fala nestes filmes. As multidões de extras/figurantes que inundam esta produção e têm um papel fundamental em todo o ambiente e cenário apocalíptico de caos e confusão. O espectador nem nota, mas o trabalho de toda esta gente é fantástico neste filme e quem coordenou tudo isto está de parabéns pois as cenas de pânico em [“THE FLU”] são do melhor que há e contribuem totalmente para a descarga de adrenalina que os acontecimentos do fim proporcionam no espectador desprevenido.

the flu_16 FLU-16

Então e coisas más, tem ?
Bem, tem…
Vocês nem queiram saber os canastrões que arranjaram para fazer o papel de americanos(?) que essencialmente são “os vilões” deste filme. Onde raio foram buscar aqueles “actores(?)” ?!!
Quase que arruínam totalmente todo o esforço do realizador para tornar real todo o ambiente assustador e não se entende de todo como podem ser tão maus actores.
Atrozes mesmo. Talvez os piores actores ocidentais que me recordo de ver num filme do género se me esquecer por momentos de outra produção oriental que teve de recorrer a gente deste calibre, o genial “BYE BYE JUPITER” que é de ouvir para crer quando entram em cena actores ocidentais e estes abrem a boca.
Infelizmente [“THE FLU”] sofre do mesmo mal…talvez tenha sido da gripe.
Felizmente que o suspense final da história está tão bem orquestrado que nem com estas interpretações desastrosas pelo meio a adrenalina se perde, mas mesmo assim os “americanos” neste filme são de ver e ouvir para crer. O que é uma verdadeira vergonha quando comparado até com a prestação da criancinha principal neste filme que é do melhor.

FLU-12 FLU-17

De resto, o filme é um espectáculo.
Vejam-no no maior televisor que conseguirem encontrar pois a escala épica do filme é realmente impressionante no que toca a cenas de destruição urbana e gente a morrer por todo o lado.
E ai de quem tiver coragem de tossir durante [“THE FLU”].

—————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO

Uma das melhores características do cinema oriental está no facto de que contrariamente a Hollywood os heróis não têm que viver felizes para sempre quando chega ao final e como tal neste tipo de aventuras apocalípticas produzidas naquela parte do mundo nunca temos bem a certeza se isto vai dar um final feliz ou não. Esse factor também aqui é determinante para criar incerteza durante o filme todo e para aumentar ainda mais a tensão no espectador, o que contribui totalmente para o nosso divertimento.
Portanto [“Flu”] enquanto filme vive essencialmente de uma primeira visão. E nesse aspecto não podia ser melhor.
É mesmo do melhor que vi no género até hoje e uma coisa rara neste estilo de filmes; um blockbuster com alma !

Cinco Planetas Saturno e um Gold Award

    

Quando já o vimos uma vez, claro que tudo aquilo que é espectacular no final perde logo metade do impacto, mas nem por isso posso deixar de dar a classificação máxima a isto.
Já vi o filme duas vezes e aquilo que a uma primeira visão é pura adrenalina, a uma segunda visão torna-se essencialmente na apreciação do excelente trabalho de toda a gente que esteve envolvida nesta produção e para mim é mesmo um dos melhores filmes catástrofe dos últimos tempos.

A favor: leva o seu tempo a desenvolver personagens, cria suspense aos poucos sem notarmos o esforço para nos impressionar, todos os personagens são excelentes (até mesmo os americanos se tornam divertidos), a primeira parte do filme consegue manipular bem as reviravoltas do argumento, a segunda metade do filme abre-se para aquela escala épica que esperamos que aconteça, excelentes cenas de pânico, não foge dos momentos gore e mostra sangue sem problemas, consegue um equilíbrio perfeito entre vários géneros, óptimas cenas de acção que embora curtas são sempre colocadas no momento certo, adrenalina pura nos 40 minutos finais.

Contra: Algum paleio “politico” repetitivo a mais pelo meio, tem actores ocidentais do piorio que destoam totalmente de tudo o resto e quase arruínam a tensão final, alguns momentos em CGI não são muito bem conseguidos (mas quase nem se nota). Se calhar poderia ter sido bem mais repulsivo e repugnante do que é pois nota-se que essencialmente isto é para ser um filme para o grande publico e portanto tem alguma contenção de modo a não tornar isto muito insuportável para aquelas pessoas que se assustam facilmente.

—————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

TRAILER


——————————————————————————————————

COMPRAR
Neste momento ainda não é nada fácil. Nem na Play Asia ainda existe.
Mas se o quiserem ver sem recorrer à pirataria ouvi dizer que está disponível no NETFLIX. 😉

——————————————————————————————————

IMDB

INTRO2.jpg

http://www.imdb.com/title/tt2351310

——————————————————————————————————————

Se gostou deste, poderá gostar de :

capinha_BYE BYE JUPITER.jpg capinha_THEGIRLWITHALLTHEGIFTS.jpg capinha_GEOSTORM

——————————————————————————————————